Esforço, Dedicação, Devoção e Glória: Eis o GRANDE SPORTING!!!!
Bem Vindos ao Blog Sportinguista Até Morrer. Comentem por aqui, quer gostem, quer não. ESTE BLOG É MODERADO!
Domingo, 06 DE Junho 2010

Juvenis: Sporting, 2-V. Guimarães, 1

O Sporting venceu o Vitória de Guimarães na segunda jornada da fase final do campeonato de juvenis. Após um empate no terreno do Benfica, os «leões» sabiam que só a vitória interessava para não perderem o "comboio" do título.

Os «leões» entraram determinados perante um adversário mais preocupado em travar a iniciativa verde e branca. Numa primeira parte bastante equilibrada, couberam ao Sporting as poucas situações de golo eminente. Os «leões» abriram o activo aos 31 minutos, por João Mário, na sequência de um cruzamento de Michael Pinto, e controlaram as operações com grande sentido colectivo até ao intervalo.

No segundo tempo, o Guimarães surgiu mais afoito no ataque e conseguiu empatar logo nos primeiros minutos, por intermédio de João, na sequência de uma jogada que surpreendeu a defesa verde e branca. No entanto, o Sporting não esmoreceu e com a entrada de Ricardo Pereira, promovida pelo técnico Luís Dias, os «leões» ganharam maior velocidade no flanco direito. E viriam a chegar ao golo do triunfo através de um lance confuso finalizado por Mateus Fonseca na pequena área, após novo trabalho individual de Michael Pinto. Na próxima jornada, que se realiza no feriado do 10 de Junho, os «leões» recebem o FC Porto.

Texto: Sandro Baguinho

 


 

Juniores: Sporting, 0-Benfica, 2

O Sporting desperdiçou uma grande oportunidade de ficar mais perto do título nacional de juniores, ao ceder em Alvalade, frente ao Benfica (0-2).

Perto de 5.500 espectadores estiveram em Alvalade para assistir ao «derby» que poderia deixar o Sporting a um ponto do título nacional, com os «leões» a revelarem, desde o apito inicial, que iria atacar essa possibilidade, perante um adversário defensivo e apostado no contra-ataque.

Amido Baldé teve várias claras oportunidades para marcar durante a partida, mas o avançado internacional português não esteve nos seus dias. A primeira, aos 20 minutos, apareceu solto na área, mas rematou por cima. Sete minutos depois, o árbitro deixou em campo Fagner Soares, quando já com amarelo teve uma entrada duríssima sobre um atleta «leonino», a que não correspondeu a respectiva punição disciplinar. O treinador benfiquista «acusou o toque» e retirou-o da partida aos 37 minutos.

Matheus Silva, após pontapé de canto, apareceu ao primeiro poste e cabeceou por cima e Renato Neto (38 m) teve nos pés a última grande ocasião para marcar, a rematar por cima já dentro da área.

A segunda parte começou com o golo do Benfica, por Rúben Pinto ao segundo poste após canto, e o Benfica recuou ainda mais no relvado, levando o Sporting a dominar por completo a posse de bola, mas sem materializar em ocasiões para marcar, à excepção de Amido Baldé, aos 89 minutos, que rematou à figura quando estava já dentro da área adversária. No último minuto de descontos o Benfica fixou o marcador, num lance de contra-ataque.

O Sporting mantém a primeira posição no Nacional de juniores e desloca-se, no próximo sábado, a Guimarães, terceiro da geral.

Texto: Jorge Vicente

 


 

Iniciados: Sporting, 2-FC Porto, 1

Em encontro da 4.ª jornada da fase final do Nacional de iniciados, o Sporting recebeu e venceu o FC Porto, por 2-1. Os autores dos tentos «leoninos» foram Miguel Oliveira (17 m) e Ricardo Tavares (56 m).

A primeira parte foi muito equilibrada, embora o Sporting tenha tido algum ascendente e como prémio chegou ao intervalo a vencer por 1-0. Daniel Podence arrancou pela direita, serviu Miguel Oliveira, que rematou forte para o fundo da baliza portista.

Na etapa regulamentar, o FC Porto atacou mais, enquanto que o Sporting aproveitou o contra-ataque para criar ocasiões de perigo para a baliza defendida por José Carlos. A equipa adversária dos «leões» chegou ao empate, por intermédio de Raul, aos 50 minutos. O Sporting reagiu e bem ao empate e com muita vontade conseguiu pôr-se novamente em vantagem , desta feita através de Ricardo Tavares, aos 56 minutos, na sequência da marcação de um livre directo. Até ao final, a partida foi muito disputada, com os «leões» sempre em busca do golo da tranquilidade, que podia ter chegado já no tempo de descontos, por intermédio de Cristian Ponde, que falhou um golo que parecia certo. Vitória justa dos pupilos de Luís Gonçalves.

Texto: Andreia Alexandre


In: Sporting

publicado por Donna McGonagall às 20:45
Arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO